Dados do Apple Health usados em caso de violação e homicídio

AadM - 2018-01-11 21:21:00
Os casos de utilização de dados registados por "smart devices" em investigações criminais tem vindo a aumentar, e na Alemanha há mais um caso em que um potencial criminoso poderá ser tramado pelos dados de actividade registados pela app Apple Health no seu iPhone.O caso de violação e morte de uma jovem de 19 anos na Alemanha tem dado bastante que falar, com o principal suspeito a ser um refugiado afegão que não consegue elucidar as autoridades quanto ao seu paradeiro no momento em que o crime se terá realizado. Embora o homem tenha recusado dar o código do seu iPhone às autoridades, estas conseguiram aceder aos dados no smartphone por vias alternativas, o que lhes permitiu focarem-se nos dados de movimento registados no dito período crítico.No momento em que o crime estava a ser cometido, o iPhone deste indivíduo registou actividade que ficou marcada como sendo "subir escadas" e que coincide com a altura em que estaria a arrastar o corpo da jovem numa descida para um rio e subindo novamente de seguida. Para minimizar a hipótese de erros, os investigadores replicaram os movimentos no local do crime e obtiveram um registo idêntico ao que tinha sido registado pelo iPhone do suspeito.Já não se considera anormal que as autoridades usem a localização dos telemóveis e smartphones para averiguarem por onde andavam vítimas e suspeitos em casos de crime; mas com o aumento do registo de dados que smartphones e outros dispositivos vão fazendo, será cada vez mais difícil para um criminoso esconder os seus actos - e isto sem sequer entrarmos na parte das casas inteligentes... [...]